quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

sábado, 26 de novembro de 2016

Lembranças do Pastor e Dr. Russel Shedd.

Dr. Shedd, alguém que podemos imitar.
Com dezessete anos de idade conheci o Dr. Shedd. Fui seu aluno na Faculdade Teológica e desde os primeiros dias sua vida me impressionava. Ele não apenas ministrava aulas, mas tinha uma autoridade espiritual e um conhecimento vivencial da Palavra que penetrava nosso coração e atingia nossa alma. Durante quatro anos aprendi muito com ele em diversas matérias.
No entanto, anos depois de ter me formado, é que mais aprendi com ele. Apenas uma experiência que vivemos juntos pode dar uma ideia do que quero dizer com isto. Certa vez eu tive o privilégio de ser um dos preletores numa conferencia para jovens em que o Dr. Shedd também era preletor. A conferencia aconteceu num mês de janeiro, na cidade de Angra dos Reis – RJ, e naquele ano a temperatura atingiu 43 graus centígrados.
Cheguei junto com o Dr. Shedd no aeroporto e alguém nos pegou para irmos para o hotel. A pessoa também informou que ficaríamos hospedados no mesmo quarto. Eu, ainda jovem, estava me sentindo “o cara”. Quando chegamos no hotel, não era bem um hotel, mas uma pousada, e fomos colocados no terceiro andar, debaixo da laje sem telhado, num minúsculo quarto, com apenas duas camas, um armário, uma mesa e uma cadeira. Tudo bem simples. O detalhe é que não tinha elevador, nem frigobar, e muito menos ar condicionado. Havia apenas um pequeno ventilador, suficiente apenas para uma pessoa.
Chamei a pessoa que nos deu carona, e comecei a reclamar, alegando o fato de que estavam colocando o Dr. Shedd num lugar assim. Lá no fundo do fundo, eu estava com pena dele, mas aproveitei para me beneficiar disto. Enquanto eu falava, o Dr. Shedd apenas encostou ao meu lado, colocou a mão em meu ombro e calmamente me convidou para sentarmos na beirada da cama.
Ele disse: “Meu irmão, que bom estarmos aqui e podermos compartilhar a Palavra de Deus com estes jovens. Vamos agradecer que chegamos bem, agradecer que Deus nos deu um quarto excelente para dormirmos, com duas camas, um armário para pendurarmos nossas roupas e uma mesa para estudarmos. “
A esta altura eu queria que um buraco se abrisse, de tão envergonhado que estava. Ao mesmo tempo, além de todas as aulas que eu havia tido com ele e aprendido muito, a partir deste dia eu disse em meu coração: “este é um discípulo de Jesus que quero imitar, pois assim como Paulo ele é alguém que pode dizer: ‘sejam meus imitadores como sou de Cristo’”. Eu nunca o ouvi dizendo estas palavras, mas ele falava isto com sua vida, atitudes, exemplo de família e de ministério.
O Dr. Shedd não era um teólogo que fazia teologia, mas que vivia teologia. Ele não era um professor que ensinava a Bíblia, mas que exalava a Bíblia de forma vivencial através de sua vida. Não era apenas um marido e pai, mas um homem que nos mostrava como sermos maridos e pais.
Assim, se pudesse resumir um tributo ao Dr. Shedd, seria exatamente este: alguém que devemos imitar. Ao imitarmos a vida do Dr. Shedd poderemos refletir as sementes que ele plantou em nossos corações, e desta maneira tornarmos Cristo conhecido para 
o mundo. Como missionários da Sepal o Dr Shedd nos ajudou a servir a igreja brasileira e influenciar milhares de líderes ao longo do anos.

Obrigado Dr. Shedd por ser um referencial para nossa geração. Queremos imitá-lo.
Josué Campanhã.

domingo, 13 de novembro de 2016